sábado, 29 de dezembro de 2012

A Novena de Natal nas casas

É dezembro, sábado à noite. Aos poucos começam a chegar as pessoas naquela residência localizada num bairro da zona Norte de São Paulo. O ambiente na sala já está preparado com a coroa, o círio pascal, o tecido roxo, as velhinhas e o incenso. A dona da casa, tranquila, mas ao mesmo tempo ansiosa, aguarda com alegria a presença de cada um, cada uma, e recepciona a todos no portão. Até seus dois cachorros participam desta alegria...
É neste ambiente que começou a Novena de Natal, que neste ano resolvemos fazer num lugar fixo, a residência da Lourdes, integrante do grupo de cantos de nossa comunidade.
Muito religiosa, Lourdes sempre acompanhou grupos de oração ligados à religiosidade popular. Quando ofereceu sua própria casa para a celebração do Ofício Divino, no começo, teve medo, conta, mas depois viu que o grupo permaneceu perseverante.
Tendo em vista que o grupo estava animado, resolvemos fixar em sua casa a celebração da Novena de Natal. Ela conseguiu reunir bastante gente. A Recordação da Vida foi muito boa durante esses nove dias.
Vários dos integrantes contando suas alegrias, tristezas e angústias, e ao mesmo tempo, percebendo que a espiritualidade que brota desse jeito de rezar, os mantém firmes na esperança de aguentar as adversidades da vida. Interpretaram as conversões e as mudanças de atitude como elemento da força da oração.
Ao lado as fotos das crianças Rafael e Laércio acendendo a Coroa e rezando as preces no penúltimo dia da Novena com a oração de vigília no sábado.
Neste mesmo dia, Lourdes sugeriu um gesto bem criativo, na hora de enfeitar sua árvore de Natal: fez corações vermelhos com dizeres de amor, paz, felicidade, família etc e, depois do ofício, pediu para as crianças distribuírem e cada um dos participantes pode colocar o coração que recebeu na árvore de natal, enquanto cantávamos a Ladainha do Advento. Foi emocionante.
 
Ela vem rezando desde julho, em dois lugares, às quartas-feiras, em casas que convidam o grupo para rezar o ofício da semana e aos sábados, na sua casa, com o ofício de vigília.

Postar um comentário