segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Seminário sobre os 50 anos da Sacrosanctum Concilium é promovido pela CNBB

A Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB e a Associação dos Liturgistas do Brasil (ASLI) fazem novo apelo para que se inscrevam e participem do Seminário Nacional de Liturgia que será realizado em Itaici, interior de São Paulo, de 31 de janeiro a 4 de fevereiro. São particularmente convidados: os bispos, principalmente os referenciais de liturgia nos Regionais, os membros da Associação dos Liturgistas do Brasil, os coordenadores regionais da Pastoral Litúrgica, os professores de Liturgia e Teologia Sacramentária nos institutos e faculdades de teologia, e os coordenadores e professores das escolas de formação litúrgica no Brasil.
O Seminário pretende fazer uma releitura da Sacrosanctum Concilium, Constituição sobre a Sagrada Liturgia, no contexto do Vaticano II e nos Documentos Latinoamericanos e tem como objetivo retomar as intuições e a Teologia Litúrgica na SC, nas demais constituições e decretos do Vaticano II e documentos pós-conciliares, no contexto da renovação da liturgia da América Latina e Caribe, à luz de Medellin, Puebla, Santo Domingo e Aparecida, em busca do rosto e do lugar da liturgia na vida e na missão da Igreja como serviço à vida plena em Cristo e ao acontecimento do Reino de Deus.
O principal conferencista do encontro será o professor Andrea Grillo. Formado em Direito em 1985 na Universidade de Gênova, defendeu tese sobre a teoria da lei de Direito e da hermenêutica. Para uma crítica do direito positivo como uma ciência. Completou seus estudos teológicos em Savona, depois em Pádua, na Abadia de St. Giustina, tendo feito o mestrado em Liturgia Pastoral em 1990, com uma tese sobre Ludwig Wittgenstein e a abertura para o horizonte mística da relação entre o imediatismo e a mediação: o silêncio, os jogos de linguagem no ritual. Uma hipótese de leitura em uma perspectiva litúrgica. Formou-se em filosofia em 1993 pela Universidade de Gênova, Filosofia Teórica com uma tese sobre "A Ética de W. Herrmann: entre filosofia e teologia”. Ele recebeu seu doutorado em Liturgia Pastoral em 1994 no ILP de Pádua, com tese sobre a teologia fundamental e a liturgia: A relação entre imediação e mediação na reflexão.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Encontro de Compositores, Letristas e Músicos Litúrgicos da CNBB - II

“Os compositores (letristas e músicos), cantores, salmistas, instrumentistas e animadores exercem um verdadeiro ministério litúrgico” (SC 29). Dada a importância deste ministério para a liturgia, o Setor de Música Litúrgica da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove mais um Encontro de Compositores e Letristas. O evento acontece na Casa de Encontros das Irmãs Paulinas (SP), de 12 a 15, e conta com a participação de mais de 30 compositores de música litúrgica da Igreja do Brasil. O encontro é anual e esta já é a sexta edição.
Os conteúdos que estão sendo aprofundados neste ano, são: A música na cultura popular brasileira; Ciclo Pascal: Rito, teologia, espiritualidade e ministerialidade do canto; Oficinas de composição de letra e música.
Os participantes têm a oportunidade de partilhar suas novas composições, as quais são analisadas pelo grupo a partir de critérios litúrgicos, bíblicos, teológicos e poéticos. “É um momento significativo de formação para os compositores, análise e estudo do atual momento da música litúrgica no Brasil e partilha das experiências, em vista da criação de belas músicas para a liturgia”, afirma o padre José Carlos Sala, assessor de música litúrgica da CNBB.
O bispo auxiliar de São Paulo (SP), dom Edmar Peron, acompanha o encontro representando a Comissão Episcopal para a Liturgia. Após o Encontro de Compositores e Letristas, nos dias 16 e 17, a Equipe de Reflexão de Música da CNBB, formada por músicos e liturgistas, realiza reunião para aprofundar o plano quadrienal da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia e dar continuidade aos projetos do Setor de Música Litúrgica.
(Extraído do site da CNBB: www.cnbb.com.br)

terça-feira, 15 de novembro de 2011

6º Encontro de Compositores da CNBB - 2011

O Encontro de Compositores da Música Litúrgica da CNBB acontece todo ano, desde 2004. Oficialmente denominado com esse título a partir de 2006. 
Trata-se de reunir, através da iniciativa da Comissão Episcopal da Música da CNBB, diversos compositores da música litúrgica no Brasil. Muitos deles são compositores que já estão há anos na estrada, inclusive ex-assessores da CNBB e muitos compositores conhecidos do povo e das comunidades brasileiras. 
Quem não conhece o canto "Prova de amor maior não há..."? Pois é, é de autoria do Pe. José Weber, que esteve entre nós. Reginaldo Veloso, autor de "Da cepa brotou a rama...", também foi um dos presentes. Foi maravilhoso conviver com ilustres pessoas que muito contribuíram com a música litúrgica no Brasil, além de trocar experiências com novos compositores e músicos da chamada "Nova Safra" da Música Litúrgica, uma geração jovem que, sendo orientados pelos "veteranos", continuam a mesma intenção objetivada pelo Concílio Vaticano II em continuação com o Magistério da Igreja, quando trata da música litúrgica.
Num ambiente de ternura e carinho, a troca muito boa de experiências e de conhecimentos, gerou um aprendizado que, penso eu, muito contribuirá para a música litúrgica na Igreja do Brasil. 
Nesta 6ª edição do Encontro dos compositores tivemos como objetivo refletir sobre a criação de um repertório que atenda o ordinário litúrgico do Ciclo da Páscoa, além de estudarmos as formas poéticas, construção de poesia e a construção de melodias, a partir de temas propostos pelos professores e orientadores. 
Todos tiveram oportunidade de mostrar suas novas produções, o que foi um momento de grande importância. 
A Equipe de Reflexão da Música Litúrgica da CNBB continuou reunida, traçando metas e objetivos para o próximo encontro e definindo como compositores e músicos litúrgicos melhor servirão a Igreja no Brasil.
De nossa parte, compositores e músicos, desejamos que a CNBB, na pessoa do seu Assessor, Pe. Carlos Sala, continue a incentivar essa maneira de a Igreja conduzir compositores, músicos, poetas e artistas que, com renovado esmero e paixão, vêm contribuindo para o crescimento da espiritualidade de comunhão, explicitando o Mistério pascal através do canto e da música litúrgica, através de suas composições e produções.



Pe. José Weber, SVD

Prof. Dra. Jeruza Pires Ferreira - PUC-SP, USP, Metodista-SP

Alunos da FACAMP tocando música irlandesa

Prof. Jeruza entre o casal Prof. Dr. Roberto Lima e sua esposa Socorro

Audição de música irlandesa pelos alunos da FACCAMP

Pe. Jair - Guarulhos - SP

Pe. José Weber, SVD

Pe. Osmar Bezutte, sdb

Daniel De Angeles - Arealva  - SP

Reginaldo Veloso - Recife - PE

Frei Joaquim Fonseca, ofm - Belo Horizonte - MG

Adenor Leonardo Terra - Apucarana - PR

Leandro - Osasco - SP

Ir. Egnalda Rocha - Nova Trento - SCa

Prof. Roberto Lima e sua esposa, Socorro

Ir. Custódia Maria Cardoso - Nova Trento - SC

Prof. Ms. Márcio Antonio de Almeida e Pe. Frei Telles Ramon, O. de M.

Ir. Natalina, fsp, coordenadora da casa de retiros das irmãs Paulinas

Ir. Penha Carpanedo, pddm e o Assessor da CNBB, Pe. Carlos Sala

João Paulo - Barra Mansa - RJ

André Zamur - Sorocaba - SP

Pe. José Weber e Ir. Miria T. Kolling

Frei Adolfo Temme e Pe. Jair Costa

Leandro e André Zamur, durante audição em momento cultural

Prof. Roberto Lima, durante audição em momento cultural