domingo, 21 de fevereiro de 2010

"A Igreja precisa de uma reforma urgente" - Reações e comentários

Discussão sobre: “A Igreja precisa de uma reforma urgente” de Henri Boulad

Tendo em vista a carta de Henri Boulad, publicada neste blog e que circula o mundo, publico abaixo as reações e os comentários enviados por amigos meus, também teólogos e agentes de pastoral, que percebem a real necessidade da tão desejada reforma, ou a aplicação da mesma já proposta pelo Concílio Vaticano II.

Prezado Euri,
Esses problemas já foram percebidos a bastante tempo, o que acabou gerando o Vat. II. Muita coisa mudou desde então, inclusive a volta do diaconato.
Mas tudo acontece muito devagar. Infelizmente é uma característica de nossa Igreja, que, na minha opinião, é o que deveria ser mudado em primeiro lugar, acelerando mais a prática do Concílio Vaticano II, antes até de um Concílio Vaticano III. Mas vamos trabalhar com o que temos e procurar cada vez mais ferramentas para isso.
Grato pelo contato. Nos mantenha sempre informados.
Abraço,
David

********************************
Teólogo Eurivaldo, Deus te abençoe!
Confesso que li rapidamente o texto proposto, portanto estou, em minhas observações, passível de algum equívoco.
A angústia por soluções para a vida da Igreja a nível universal é uma realidade triste. Sabemos que há o tal desgarramento dos fiéis, em busca de novos ares de fé, que possam contemplar seus anseios e suas necessidades espirituaís. Isto muitos já falaram.
A carta proposta, no entanto, não apresenta qualquer idéia para que esta realidade mude.
Existe uma proposta bíblica, mais exatamente evangélica, que tem sido ignorada pela maioria das pessoas que se propõe a fazer tais críticas à Igreja: "dê-lhes vós mesmos de comer"(Mc 6, 37).
Eu pergunto: Não seria a hora de irmos à luta pelo Reino de Deus, "com todo o nosso coração, com toda a nossa alma e com todo o nosso entendimento" (Mt 22, 37)???
Porque a Igreja não se resume ao Papa, porque nosso "munus profético" nos possibilita a luta, porque somos o povo de Deus.
Há uma riqueza enorme de tradição e de magistério que permanece inexplorada porque a nossa preocupação está vinculada ao "casamento de Padres".
Compartilho da angústia do jesuíta, mas não acredito em soluções políticas, como um concílium, para a solução dos problemas hodiernos da Igreja.
Espero ter colaborado com a vossa proposta de partilha sobre o assunto.
Paz e bênçãos.
Jorge Vides

*************************************
Olá amigo Euri!
Que a paz de Jesus esteja contigo!
Li no seu blog o post - Carta ao Papa Bento XVI - "A Igreja precisa de uma reforma urgente" do Pe. Henri Boulad, SJ e concordo plenamente, aliás, muitas de suas constatações posso verificar em minha paróquia, como por exemplo a insignificante quantidade de jovens e adolescentes, as mensagens transmitidas nas homilias não atingem as pessoas (são palavras jogadas ao ar) e não colocação em prática de muitas das orientações do Concílio Vaticano II.
Que bom seria se, conforme sugerido, houvesse um Sínodo visando esta tão necessária reforma em nossa Igreja.
Um grande abraço!
Que Deus te abençoe e te guarde!
Silveira

**********************************
Querido Euri,
Muito intrigante esta carta. Desperta em nós o desejo de que essas coisas se realizem o mais rápido possivel, para que a Igreja comece realmente a desfrutar de uma religião banhada na "mística"... que a introduza de maneira verdadeira no "mistério".
Abraços e bom domingo!
Vinicius
Postar um comentário