segunda-feira, 1 de maio de 2017

Eles conspiram juntos contra mim, e tramam tirar-me a vida (SL 31,14b)
Irmãos e irmãs;
É com profundo pesar que, mais uma vez, nos defrontamos com uma barbárie contra os Povos Indígenas. Desta vez da etnia Gamela. Ataque que aconteceu no município De Viana, estado do Maranhão.
E nós, como cristãos e cristãs comprometidos na luta pelos direitos de todos os povos, raças e nações, irmanados com o ensinamento de Jesus que disse: "Eu vim para que todos tenham vida". Não poderíamos nos calar diante de tal fato. Por isso vimos através desta nota manifestar nosso repúdio e exigir providências das autoridades competentes, dos governos estadual e federal, para que os autores deste ataque covarde e sangrento sejam punidos e que a justiça seja feita.
Reafirmamos nossa oração, comunhão e compaixão com todos os irmãos e irmãs indígenas da etnia Gamela, verdadeiros donos da terra. Especialmente aqueles que ficaram gravemente feridos e mutilados, entre eles, ALDELI, JOSÉ E KUM TUM GAMELA - INALDO VIEIRA SEREJO, ex-padre e ex-coordenador da CPT, referência na luta social do Maranhão e do Brasil, exemplo de solidariedade aos oprimidos.
Como bem dizia Dom Helder Câmara: "O cristão não foge dos desafios da época, não fica de braços cruzados, de boca fechada, de cabeça vazia, não tolera a injustiça nem as desigualdades gritantes de nosso mundo; luta pela verdade e pela justiça, com as armas do Amor".
Diante dos fatos, não poderíamos nos calar...
Chega de morte!
Chega de violência!
Chega de injustiça!
Chega de roubar do povo o direito de ter terra, casa e pão...
Fraternalmente,
01 de maio de 2017
Assinam os membros da Rede Celebra de Animação Litúrgica de todos os núcleos do Brasil.
Postar um comentário