sábado, 29 de junho de 2013

CELMU - Curso Ecumênico de Formação e Atualização Litúrgico-Musical

            O CELMU (Curso Ecumênico de Formação e Atualização Litúrgico-Musical) tem mais de 20 anos de atividades ininterruptas. Durante este tempo, inúmeros agentes de música litúrgica do Brasil buscaram formação e aprofundamento e tornaram-se referência para a música litúrgica em suas comunidades. O curso visa formar e atualizar pessoas que trabalham com música e liturgia e necessitam de um suporte teórico-musical e litúrgico.
            A partir de 2014, o CELMU será realizado na PUC/SP como Curso de Extensão Cultural.
Data: De 06 a 16 de janeiro de 2014
Local: Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), no Campus Ipiranga, à Av. Nazaré, 993 CEP 04263-100 São Paulo/SP. Cada participante é responsável pela hospedagem e alimentação.
            
                   O CELMU é promovido por nove entidades, entre elas a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e é oferecido para: compositores, letristas, animadores de canto, regentes e instrumentistas que estejam engajados no ministério litúgico-musical e que garantam o efeito multiplicador no processo de formação. As disciplinas oferecidas no decorrer do curso são: canto coral, canto gregoriano, ecumenismo, educação musical, harmonia e contraponto, história da música na liturgia cristã, iniciação musical (metodologia para o ensino), liturgia e pastoral da música litúrgica, percepção musical, prática instrumental, prosódia, regência, religiosidade popular e liturgia, técnica vocal e teoria musical.
            A prática comprova que grande parte da participação da assembleia nas ações litúrgicas é assegurada pela música. A música litúrgica facilita a compreensão e acolhida da palavra de Deus, atinge mais profundamente a pessoa na sua totalidade, expressa com mais força a fé da comunidade orante, cria maior união entre os irmãos, possibilita um mergulho no mistério celebrado. Contudo, deve ser “boa música” e que seja bem executada, tanto aquelas partes próprias de toda a assembléia litúrgica, quanto as partes que podem ser assumidas por solistas, ou grupo de cantores. Assim, naquelas Igrejas onde, por um motivo ou outro houve um enfraquecimento ou descuido na formação musical, certamente, são percebidas muitas lacunas e dificuldades durante as celebrações litúrgicas. Todos sentem a urgência desta formação litúrgico-musical, não só dos ministros da música (cantores, instrumentistas, compositores) como também de todo o povo celebrante.
           
Informações e inscrições:

Telefone: (11) 3885-5025, em horário comercial

email: secretaria@celmu.com.br
Postar um comentário